Registrando a sua marca de co-working.

A forma de trabalhar atual muda constantemente, uma vez que o ambiente de trabalho que surgiu na Revolução industrial tem se mostrado a cada dia mais completamente ineficaz para as necessidades da sociedade nos dias de hoje. A sociedade pede por locais mais dinâmicos que acompanhem a velocidade com que as ideias surgem e as tendências mudam, ambientes de trabalho que encorajem o ser humano a fortalecer a sua essência e não padronizar o agir de cada pessoa como se os indivíduos fossem peças em uma linha de produção. E através dessa necessidade de um ambiente de trabalho mais inovador e livre, surgiram os espaços de co-working, que se tratam de ambientes compartilhados com recursos voltados para o trabalho. Esses espaços estão espalhados pelas cidades e dão as empresas e os seus funcionários uma alternativa ao ônus de arcar com o alto custo do aluguel de uma sala comercial, por exemplo, podendo utilizar o espaço de co-working quando necessário e com um custo mais acessível.
Em meio aos ambientes inovadores de co-working e também com as empresas apostatando sempre em um diferencial para atrair mais usuários a esses locais de trabalho, é importante ressaltar a necessidade de registrar a marca que identifica cada espaço, não somente para proteger o nome e/ou logotipo criado, mas principalmente para zelar pela ideia inovadora que esse ambiente representa. Atualmente, o correto é o registro das marcas que identificam esses espaços na classe 36, haja vista que se trata de uma classe voltada para o setor de administração e aluguel de escritórios, apesar de muitos espaços de co-working estarem de forma equivocada registrados na classe 35, o que não é correto tendo em vista que se trata de uma classe voltada para o comércio de produtos em geral, publicidade e marketing, por exemplo.
Desta forma, a fim de fomentar a inovação no país, permitindo que o anseio da sociedade por ambientes dinâmicos capazes de encorajar os indivíduos na hora de trabalhar, faz-se necessário que os empreendedores se atentem no momento em que forem efetuar o registro da marca que irá identificar os espaços de co-working, se atendendo a classe adequada para o serviço oferecido naquele ambiente com a finalidade de garantir que a sua ideia seja devidamente protegida.
Autora: Bárbara Oliveira

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

× Como posso te ajudar?